Inscrições abertas para o Mestrado em Estudos da Linguagem

A Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (PPGLin-Unilab) publicou edital para a seleção de sua primeira turma de mestrado. 
A área de concentração do Programa é Linguagem e Integração, que abriga duas linhas de pesquisa: Linguagem – diversidade e políticas linguísticas; Linguagem – práticas textuais-discursivas.

Para a primeira turma, que terá início no semestre 2019.2, foram ofertadas 10 vagas, distribuídas, igualmente, por linha de pesquisa, sob orientação dos professores pesquisadores do Programa. As inscrições poderão ser realizadas até o dia 27 de maio de 2019, exclusivamente pelo e-mail selecaoppglin@unilab.edu.br. Confira o edital para maiores informações.

Edital: http://ppglin.unilab.edu.br/edital-ppglin-01-2019/

III Semana Internacional de Letras da Unilab

 

A III Semana Internacional de Letras da Unilab acontecerá nos dias 14, 15 e 16 de março de 2018, no campus da Liberdade em Redenção – CE.

O objetivo da III Semana de Letras da Unilab é o de reunir pesquisadoras e pesquisadores que investigam a linguagem como ação nas suas mais diversas manifestações. Para tanto, o interesse dessa semana é o de debater sobre os trabalhos mais recentes relacionados às políticas linguísticas, às literaturas em língua portuguesa e ao ensino de línguas em contextos plurais, a partir de uma concepção de linguagem como prática social. O evento promoverá a discussão sobre a linguagem enquanto instrumento de transformação social, focalizando, o ensino de línguas e de literaturas como umas das principais ações para essa transformação.

O comitê científico do evento convidou dois conferencistas, Prof. Dr. Gilvan Müller de Oliveira (UFSC) e a Profa.  Dra. Maria Nazareth Soares Fonseca (UFMG),em função do mérito de suas publicações científicas, cuja presença promoverá o aprofundamento das discussões. A semana contará também com a apresentação de quatro mesas-redondas para discussão e aprofundamento dos seguintes temas: políticas linguísticas nos países lusófonos: variação, diversidade cultural e ensino; a Literatura na perspectiva da Ecologia dos Saberes; ensino de línguas e pluralidade; linguagem como prática social. Além das mesas-redondas com pesquisadores renomados, temos uma vasta programação científico-cultural com atividades de vanguarda, como é o caso dos grupos de discussão, em que os protagonistas são os próprios alunos.

Acesse: https://www.even3.com.br/3asemanainternacionaldeletrasdaunilab

 

I Encontro de Vivências Surdas: Libras e Unilab acontece dias 25 e 26 de setembro

As inscrições estão abertas para participar do I Encontro de Vivências Surdas: Libras e Unilab que acontecerá na próxima segunda e terça-feira (25 e 26), a partir das 8h, no Auditório Didático do Campus da Liberdade, em Redenção/CE.

Os interessados em participar devem preencher o Formulário Eletrônico, como também escolher entre as temáticas abordas pelas oficinas do dia 25 (segunda-feira): Expressão facial e corporal; Acessibilidade em atendimento de saúde da pessoa surda e Percussão de música e surdez, além de participar da mesa-redonda “Limitações e superações: o surdo é um cidadão eficiente”. 

O evento de origem do projeto de extensão ligado à Pró-Reitoria de Extensão, Arte e Cultura (Proex) está sob a coordenação da professora do Instituto de Humanidades e Letra (IHL), Vanessa Teixeira e com o apoio do Setor de Acessibilidade (Seace), vinculado à Pró-Reitoria de Políticas Afirmativas e Estudantis (Propae), objetivando promover e fomentar debates relevantes para o ensino-aprendizado da Língua Brasileira de Sinais, assim como para um melhor desenvolvimento de relações entre a comunidade acadêmica e a comunidade surda local.
Confira a Programação!!

Café com Letras aborda a ficcionalização da vida real

“A ficcionalização da vida real: autoficção, representação e performance autoral” é o tema da palestra da próxima terça-feira (19), realizada pelo Projeto de Extensão Café com Letras: saberes docentes e práticas acadêmicas. O evento ocorrerá no Auditório do bloco administrativo do Campus da Liberdade, em Redenção/CE, às 16h. O palestrante será o professor adjunto da Unilab Rodrigo Ordine.

O encontro abordará a autoficção, que “advoga um lugar movediço entre o romance e a autobiografia, colocando em cheque conceitos de pacto romanesco e pacto autobiográfico”, explica o professor. Isso porque, apesar das recorrentes pesquisas e discussões, não há uma acepção unânime acerca do termo autoficção. “Procuro apresentar reflexões qualitativas, de cunho exploratório-explicativas e com procedimentos da ordem da pesquisa bibliográfica e do estudo de caso, buscando respostas para uma pergunta central: como se constrói o narrador autoficcional?”, completa Rodrigo Ordine.

Sobre o palestrante

Rodrigo Ordine possui Graduação em Letras pela Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ-2002) e Mestrado em Letras (Estudos de Literatura) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio-2005), quando pesquisou intersecções literárias entre Brasil e África. Em 2004, frequentou a Brown University (Providence, RI – EUA) como Visiting Researcher Scholar, onde desenvolveu pesquisas ligadas à sua dissertação de Mestrado. Obteve Doutorado em Letras (Estudos de Literatura) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio-2012), propondo uma reflexão inter-relacional entre literatura, estudos da memória, estudos culturais e construtivismo social. Desde 2012, como professor adjunto da Unilab, desenvolve pesquisas nas áreas de estudos de literatura (com ênfase em literaturas africanas e da diáspora), estudos culturais, construtivismo social e teorias da memória e autobiografia. Obteve o Estágio Pós-Doutoral (PNPD-CAPES) pela Universidade do Estado do Mato Grosso (UNEMAT) em 2017.

II Semana Internacional de Letras

II Semana Internacional de Letras – Apresentação

“Sobre o livro Terra sonâmbula, eu descobri que o que faz andar a estrada é o sonho. É o sonho que deve nos mover como seres humanos”

Mia Couto

 “Quem o observa o faz de certo ponto de vista, o que não situa o observador em erro. O erro não é ter certo ponto de vista, mas absolutizá-lo e desconhecer que mesmo do acerto de seu ponto de vista é possível que a razão ética nem sempre esteja com ele”

Paulo Freire

 

A II Semana Internacional de Letras (II SIL), cujo eixo organizativo é o “processo de interiorização e internacionalização do ensino público, gratuito e de qualidade”, é uma iniciativa do Curso de Letras, da Universidade Federal da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (Unilab).

Este evento, realizado nos dias 18, 19 e 20 de abril de 2017, pretende dar continuidade e ampliar as discussões realizadas na I Semana Internacional de Letras (I SIL), que também ocorreu em Redenção – Ceará. O caráter multi e interdisciplinar da SIL visa motivar os/as pesquisadores/as de Letras a estabelecerem diálogos com diferentes campos do conhecimento, explorando teorias e práticas de ensino que possibilitem repensar o mundo e criar outras práticas sociais capazes de possibilitar as condições para que os sujeitos construam emancipações e rupturas necessárias.

A II SIL é realizada em um período histórico de profundo conservadorismo, fazer e ver as diferenças dialogarem é uma experiência necessária para a demonstração do exercício de liberdades e da possibilidade de convivência plural. Além dos/as participantes de diferentes países – com sua riqueza cultural -, o espaço está aberto à integração com áreas como Estudos da Linguagem, Filosofia, Educação, Comunicação, História, Antropologia, Sociologia e Psicologia.

Sejam bem-vindos/as à II SIL

Projeto Pedagógico do Curso de Letras-Língua Portuguesa (versão semestral)

PPC SEMESTRAL LETRAS Lingua Portuguesa

I Semana Internacional de Letras – A diversidade cultural nas línguas e literaturas

        A I Semana Internacional de Letras ocorrerá nos dias 8 e 11 de março, no campus das Auroras, em Redenção-CE. A semana de Letras é uma iniciativa do curso de Letras Língua-Portuguesa da Unilab. O evento adotou como tema “A diversidade cultural nas línguas e nas literaturas”.

        “Por meio dessas duas áreas de estudos, as pesquisas vêm nos ensinando a riqueza de nossa língua portuguesa (e as diversas línguas existentes), a exemplo do português brasileiro, estruturado a partir de diversas outras línguas africanas, indígenas e europeias, como apontam os diversos estudos sociolinguísticos, textuais, discursivos e até mesmo cognitivos”.

A programação da semana é composta por minicursos, grupos de debates, grupos de trabalho e atividades culturais e as inscrições vão até o dia 21 de fevereiro na página do evento.

Movimento #FicaPIBID!

Realizado  ontem no Campus da Liberdade, o movimento #FicaPIBID é contra os cortes na educação e teve seu espaço garantido na assembléia dos estudantes de letras, contando com a presença de professores e alunos do curso. A assembléia também teve outros pontos como a greve dos TAEs e Docentes entre outros informes. 

 

 Movimento #FicaPIBID

Fotos: Ana Cristina

 

Café com Letras apresenta: “Metáfora, metonímia e empatia no discurso sobre violência urbana em Fortaleza, Ceará, Brasil”

CAFE-COM-LETRAS-destaque-345x180

O curso de Letras tem a honra de convidar a comunidade acadêmica para assistir a palestra do Café com Letras intitulada:  “Metáfora, metonímia  e empatia no discurso sobre violência urbana em Fortaleza, Ceará, Brasil”, com a  Profa. Dra. Ana Cristina Pelosi (UFC/UNISC), no dia 03/12/2014, quarta-feira às 16:30hs.

 

         A palestra é fruto de um projeto sobre a emergência de linguagem figurada e empatia no discurso de vítimas diretas e indiretas de violência praticada em centros urbanos. Nosso objetivo, entre outros, foi o de analisar como metáforas e metonímias emergem no discurso de tais vítimas ao expressarem sentimentos numa discussão sobre atos de violência em dois grupos focais. Embora não desconsideremos o fato de que a metáfora tem base cognitiva, instaurando-se como instrumento importante na organização, produção e veiculação de conhecimentos, não a consideramos como um mapeamento fechado, instanciador da linguagem metafórica. Numa perspectiva dinâmica da relação entre fatores discursivos e cognitivos,  consideramos a conexão entre metáfora linguística e metáfora conceitual como ocorrendo numa via de mão dupla por meio da qual a linguagem figurada emerge segundo os limites do corpo no mundo bem como a partir de crenças e valores partilhados pela comunidade. Sob tal ótica, procuramos verificar como atitudes e crenças contribuem para a emergência de atitudes empáticas no discurso de indivíduos ao se expressarem sobre sentimentos de insegurança decorrentes de suas experiências.

 

Sobre a palestrante

unnamed

Profa. Dra. Ana Cristina Pelosi (UFC/UNISC)

      Graduada em Letras, Língua e Literatura Inglesa pela Universidade de Brasilia (1981). Mestre em Linguística e Ensino de Inglês (Linguistics and English Language Teaching) pela Universidade de Leeds, Inglaterra (1986) e Doutora em Linguística e Psicologia pela Universidade de Leeds, Inglaterra (1995). Realizou Estágio Pós-Doutoral na Universidade da Califórnia em Santa Cruz, E. U. A. (2004), no Departamento de Psicologia, com a colaboração de Raymond W. Gibbs Jr. Lidera o Grupo de Pesquisa GELP-COLIN (Cognição e Linguística) registrado na Plataforma Lattes e atua como Vice-Coordenadora do Grupo de Estudo sobre Linguagem e Pensamento (GELP). Atualmente, é Professora Aposentada da Universidade Federal do Ceará, atua no Programa de Pós-Graduação em Linguística como membro do corpo docente e é Professora Visitante Sênior na Universidade de Santa Cruz do Sul, RS com bolsa da Fapergs. Tem experiência em Psicolinguística e Linguística, com ênfase em Linguística Cognitiva e Linguística Aplicada. Atua em projetos de pesquisa nacionais e internacionais e na formação de recursos humanos, sob os seguintes temas: categorização semântica e emergência da metáfora e metonímia sob um aporte cognitivo-discursivo.

Informações sobre Trimestre da Integração Acadêmico e Cultural

 

destaque-TIAC-345x175

 

 

      O Trimestre da Integração Acadêmico e Cultural (TIAC) é  um período letivo mais curto, acontece de 02 de dezembro a 26 de janeiro. O TIAC tem por objetivo  possibilitar aos estudantes vivenciar a interdisciplinariedade, a arte e a diversidade cultural,  promovendo a articulação entre ensino, pesquisa e extensão.

      As matrículas para as atividades do Trimestre da Integração serão realizadas, presencialmente, nos dias 27 e 28 de novembro, nas coordenações dos cursos. Devido a problemas técnicos no Sistema de Gestão Integrada de Atividades Acadêmicas (SIGAA), não será possível, neste ano, a realização de matrículas online para o Trimestre da Integração. Já os ajustes das matrículas acontecem nos dias 01, 02 e 03 de dezembro por meio presencial e diretamente nas coordenações dos cursos.

      Os estudantes que não estiverem nos municípios onde ocorrerão as matriculas poderão fazê-las por meio de procuração simples, sem a necessidade de registro em cartório.

(Fonte: UNILAB)

Fiquem atentos!

Segue em anexo a oferta do Trimestre da Integração Acadêmico e Cultural do Instituto de Humanidades e Letras – IHL

Oferta do Trimestre da Integração Cultural – IHL